Aula       Hidroterapia 3
 

Medicina Natural

 

Tadeo de Wiesent, durante seus últimos anos no Chile.

Por volta de finais do século XIX e início do século XX desenvolve-se um retorno às teorias hipocráticas vitalistas, em oposição ao reducionismo da teoria dos germens, das teorias da síntese orgânica e materialismo positivista.

A Naturopatia ou Medicina Natural onde as proposições de Vincent Priessnitz (Gräfenberg, Austria, 1799 - 1851); Sebastian Kneipp (Baviera, 1821 - 1897); Louis Kuhne (Leipzig 1835 - 1901) com sua nova ciência de curar; Tadeo de Wiesent (Baviera, 1858 - 1926) e Manuel Lezaeta Acharán (Chile 1881 - 1959), com sua doutrina térmica, são expoentes significativos, preconizam essa busca pela condição ideal de existência, onde o contato com a água limpa, cuidado com a alimentação e o estilo de vida natural é essencial. 

Até hoje, apesar da diversidade de correntes e tendências, especialmente quanto a prescrição dietética (vegetarianos, ovo-lacto-vegetarianos, crudívoros, macrobióticos, etc.), a hidroterapia se mantém enquanto prática terapêutica. É controverso porém as concepções de vida natural com relativo consenso quanto as demandas de equilíbrio do ciclo atividade / repouso, sono e higiene ambiental.

Recentemente destaca sua associação às medicinas orientais e o seu desenvolvimento como técnica de fisioterapia. Os esteticistas, além de preconizar diversas formas de exposição à águas minerais, utilizam também sua associação a diferentes substâncias (lamas, sais minerais, mel, ervas) aromáticas e nutritivas para deter o processo de envelhecimento.

Água fria

A água fria excita fortemente a sensibilidade periférica, e a excitação experimentada é levada, por via centrípeta, até os centros corticais, produzindo diversos reflexos, dos quais para nós os mais interessantes ocorrem na periferia, nos vasos superficiais e nos órgãos subjacentes, na pele.

sistema nervoso sensitivo, excitado na totalidade das suas ramificações periféricas, é estimulado e melhorado nas suas funções, produzindo, no indivíduo, uma sensação de bem estar, e a pessoa se sente reanimada, alegre disposta para o trabalho. O sistema nervoso recupera o seu tom. Por isso se pode dizer que a água fria é um tônico para o sistema nervoso.

 

A aplicação de água fria ao corpo ao mesmo tempo tônica e sedativa, regulariza as funções nervosas e é indicada na luxação.

Água quente

Há fortes indicações de que os asiáticos começaram e difundiram a prática em aproximadamente 2400 aC.

 

 

 

 

Ofurô é um tipo de banheira feita no Japão para o usuário tomar banho com temperatura da água entre os 36 e 40°C. Seu maior benefício é a limpeza de pele e descontração muscular. No Brasil o clima predominante (tropical) não permite temperaturas tão elevadas, deve-se realizar hidroterapia em torno de 30 °C - 32 °C, para que haja um relaxamento do músculo e aumento de flexibilidade sem lesionar a pele com queimaduras.

O banho quente seguido de água fria (contraste) está associado à efeitos vasculares e condicionamentos da hemodinâmica, segundo os naturopatas.

 

Os benefícios dos banhos de imersão para a saúde são muito grandes: a par do relaxamento, que alivia estresses de toda natureza, destacam-se limpeza de pele, reequilíbrio hormonal (pelo estímulo glandular causado pela água aquecida) e desintoxicação muscular.

maxresdefault.jpg
hipocrates_quot_as_forcas_naturais_que_s
a_doenca_e_a_pessoa-1024x858 (3).jpg

Atividade:
Se você não fez o banho alternado quente e frio faça e envie uma foto para whatsapp.
Se você conhece essa técnica nos relate por áudio no  whats