Andressa Marvila- Dilza Oheninger - karolayny Marvila

Terapeuta em Saúde Mental

​É mesmo depressão?

Já presenciei diversas vezes pessoas tristes por causa de um luto indo ao médico e saindo de lá com um diagnóstico de depressão e uma receita com antidepressivo que asseguro agora sim a pessoa que estava com luto e uma tristeza natural na vida, terá depressão por causa do falso diagnóstico e do efeito que o antidepressivo causará em sua mente!

Queridos por favor cuidado com diagnóstico equivocado! Passar por uma tristeza profunda, dor no peito, falta de sono, falta de fome quando se está em luto ou triste é extremamente normal. Tudo na vida passa só precisamos dar tempo ao tempo!

Nunca antes na minha vida ia imaginar ver pessoas com uma tristeza normal na vida dizendo que já está com depressão! A doença existe mais tome cuidado com diagnóstico equivocado!

Entenda seu corpo! O corpo humano é perfeito e quando estamos com a saúde boa, tudo fica em harmonia, sendo assim vencer os impactos da vida se torna mais fáceis. Sabemos que cada um é único, e cada um enfrenta a vida de forma diferente, mas entender alguns pontos essenciais do seu corpo mudará a sua vida e a forma de cuidar da sua saúde!

Existem algumas doenças que podem causar ou aumentar as chances de ter uma depressão, como hipotireoidismo, deficiência de vitamina B12, diabetes, Alzheimer, Parkinson ou pós-AVC, por exemplo, portanto, é necessário realizar um tratamento adequado delas para que seja possível combater os sintomas.

Além disso, também existem remédios que podem estar sendo utilizados no tratamento de outros problemas e que induzem a um humor deprimido, como Propranolol, Sinvastatina e Fenobarbital, por exemplo. Portanto, caso existam sintomas de depressão pelo uso de algum medicamento, é importante conversar com o médico que faz o acompanhamento para discutir a possibilidade de alteração do tratamento.

 

2 Remédios que não podem faltar

 

​Beba Água

Beba 1 a 2 copos de água ao acordar, beba água longe das refeições e mantenha-se hidratado. Tomando de 6 a 8 copos ou mais dependendo do peso.

Extremamente essencial e da maior importância à saúde do ser humano, que é a água.

O nosso sangue, constituído de 90% de água e 10% de células sanguíneas, necessita ser abastecido de água, de forma específica, para que a circulação sanguínea se desenvolva fluidamente e, assim, possa favorecer a saúde do corpo e, em especial, a do cérebro.

A presença de quantidade representativa de água no sangue irá atuar no metabolismo e nos neurônios, facilitando a absorção dos medicamentos, diminuindo seus efeitos colaterais e facilitando a eliminação de toxinas.

Refrigerante não é água, tome água.

Que fique bem claro que a ingestão de líquido, de forma geral, mas mais especificamente, no tratamento da depressão, há de referir-se sempre à água in natura. Sucos, refrigerantes mesmo os diet, light ou zero e até mesmo a água com gás não são nada saudáveis, porque trazem em sua composição o açúcar, o sal e o gás; todos eles causando transtorno ao organismo, no caminho inverso da cura e provocando o agravamento da depressão.

O excesso de açúcar produz dependência cerebral determinando efeitos depressivos crônicos, os quais, se associados a outras patologias como diabetes, obesidade, hipertensão arterial, etc., vêm a causar o agravamento da doença.

Quando essas bebidas são diet, light ou zero, pior ainda, pois os adoçantes, para que se apresentem em forma líquida nesses produtos, necessitam de altos teores de sódio, ou seja, sal.

O sal refinado causa inchaço, pela retenção de água nos tecidos e células, retirando-a do interior dos vasos sanguíneos, onde deveria estar para desempenhar a função essencial de distribuir e filtrar os medicamentos prescritos para depressão.

O gás, contido nesses líquidos, vai provocar excesso de gases no aparelho digestivo, causando distúrbios nos intestinos com significativa redução na produção de serotonina intestinal, também substância essencial na recuperação dos pacientes deprimidos. Ela é tão importante quanto a que ocorre no cérebro!

Intestino saudável, muita água e uma alimentação adequada são remédios naturais para a recuperação da depressão.

Portanto, as pessoas deprimidas devem ingerir água em quantidade bastante generosa, entre dois a três litros por dia, e ressalte-se que ela não pode ser substituída por qualquer outro tipo de líquido. É água mesmo!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Sol para depressão

 

"O sol traz benefícios para a pele, para o metabolismo e até para o humor"

Estudos comprovam que os raios solares estimulam o bom humor, evitando depressão e suicídios.

Toma banhos de sol no horário de 11 as 14hs , apenas 15 min 2x por semana. O sol no horário mais forte é o sol da vitamina D3.
 

por motivos culturais nós tomamos cada vez menos sol. Nós andamos cada vez menos a pé, estamos em geral sempre encapotados, e a paranoia-em parte justificada- de que o sol destrói nossa pele e causa câncer se tornou uma referência cultural. mantenha seus níveis de vitamina D dentro dos parâmetros. E tome um pouco de sol, sempre.
 

Sono e a melatonina
 

Melatonina é o maior antidepressivo, Importante destacar que a presença de luz inibe a produção da melatonina (até mesmo as iluminações residenciais), Não durma com nenhuma luz acessa e nem mesmo uma luz piscando no quarto, nem a luz vermelha da tv nem do carregador de cel.

Tire do seu cel a luz azul. Baixe app luz azul isso deixara a noite seu celular amareladinho, porque a luz azul do cel que é a luz forte é semelhante a luz do sol.

Banana verde – triptofano, 1 colher de banana verde em pó 1x ao dia, diluído em água ou em vitaminas ou sopas ou salpicando na comida.
 

O triptofano é um aminoácido essencial utilizado pelo cérebro, juntamente com a vitamina B3, a niacina (ou niacinamida) e o magnésio, para produzir a serotonina, um neurotransmissor importante nos processos bioquímicos do sono e do humor. Por ser um aminoácido essencial, nosso corpo não é capaz de produzir o triptofano e é preciso ingeri-lo por meio da alimentação. Diversas pesquisas apontam uma relação entre o equilíbrio do triptofano na formação da serotonina e a prevenção e tratamento da depressão. O reforço e equilíbrio da serotonina cerebral por meio do consumo de triptofano é uma abordagem inovadora para a depressão que está ganhando atenção, especialmente com a descoberta de que pacientes com depressão forte têm baixos níveis de triptofano.
Como mais uma prova, a diminuição de triptofano aguda em pessoas com transtorno de ansiedade ou com transtornos pós-traumático levam a um agravamento temporário dos sintomas. Estudos mostram que pessoas que dormem pouco são mais propensas a consumir gorduras ou açúcares refinados, comer menos porções de vegetais, e de ter refeições irregulares. Ou seja, uma alimentação mais nutritiva, com alimentos ricos em triptofano, ajuda sim pessoas com dificuldade para dormir.


Aromaterapia Ajuda a tratar a saúde mental


Óleos que ajudam na ansiedade e problemas da mente


 

​Falta de ômega 3 também causa depressão inclusive na depressão pós parto. Como passa pro bebe muito ômega 3 e depois na amamentação porque o bebe precisa muito. Mas se a mãe não repõe esse ômega 3 o sistema nervoso central da mãe entra em pane.

Ômega 3

Óleo de linhaça tem mais de 50% de ômega 3 pode tomar de 2 colheres de chá a 1 colher de sopa por dia. No óleo de coco também encontramos ômega 3.

Óleo de lavanda, 1% bergamota e óleo de laranja ótimo para ansiedade e depressão.

Pode fazer massagem 5 ml de óleo de amêndoas, e 1% de óleo de bergamota 2x por semana massagem.

Inalação por 30 min de bergamota 2x por dia aumentou a concentração de serotonina no estudo cientifico em 8 semanas a depressão caiu por 50%.

Uma pesquisa conduzida na Alemanha provou que o óleo essencial de Lavanda Francesa é tão eficaz quanto o Lorazepam para transtorno de ansiedade generalizado.

A pesquisa foi feita com 77 adultos, metade deles recebeu meio miligrama de Lorazepam e a outra metade oitenta miligramas do remédio Silexan, patenteado na Alemanha. O Silexan possui quatro gotas do Óleo Essencial de Lavanda e é usado internamente.

Durante 6 semanas, apenas uma vez ao dia, os participantes recebiam Lorazepam ou o Óleo Essencial de Lavanda Francesa. Após o período de tratamento, os cientistas repetiram os testes psicológicos e o grupo que utilizou o Óleo Essencial de Lavanda Francesa reduziu em 52,5% o nível de ansiedade contra 40% do grupo medicado com Lorazepam.

Por que utilizar o óleo essencial de Lavanda?

A resposta é simples: o Óleo Essencial de Lavanda Francesa não tem os efeitos colaterais indesejáveis como têm os benzodiazepínicos, que são fadiga, sonolência, perda da libido entre outros.

Se você é ansiosa ou conhece alguém que sofra com isso: não deixe de ter um vidro de Lavanda com você! O uso pode ser feito por inalação ou por ingestão. Ao contrário do que muitas pessoas falam, o uso interno de óleos essenciais para muitos desequilíbrios é seguro e eficaz, como foi comprovado no estudo apresentado.

Como tratar?

Então, pingue 4 gotas de óleo essencial de Lavanda em uma colher com mel, coloque debaixo da língua e engula. Você deve fazer isso apenas uma vez ao dia durante 6 semanas e 52,5% da sua ansiedade será reduzida!

6 ÓLEOS ESSENCIAIS CONTRA A DEPRESSÃO

O uso de óleos essenciais da aromaterapia é capaz de equilibrar o humor e as emoções, favorecendo o equilíbrio. Por isso, os óleos essenciais contra a depressão são um tratamento auxiliar no combate os estados depressivos. Veja quais são as fragrâncias mais indicadas para combater estados depressivos.

ÓLEOS ESSENCIAIS CONTRA A DEPRESSÃO: COMO TRATAR DEPRESSÃO COM A AROMATERAPIA?

Os aromas ajudam a aliviar estados depressivos leves e auxiliam de forma natural a enfrentar esses momentos delicados que muitas pessoas enfrentam.


Os melhores óleos contra depressão

 

​Fizemos uma seleção de óleos essenciais que trazem sensação de relaxamento, melhoram o humor, reduzem a ansiedade e trazem energia e por isso podem ajudar no tratamento desta condição.

 

Veja os melhores:

Óleo essencial de Jasmim: traz equilíbrio das emoções. Indicado para quem tem instabilidade e distúrbios emocionais.

Óleo essencial de Ylang Ylang: alivia o estresse, a raiva e o medo. Reduz a pressão sanguínea e ajuda também a aliviar a insônia.

Óleo essencial de Palmarosa: este óleo também é indicado para restaurar emoções desequilibradas. Muito indicado para mulheres em TPM, tensão e depressão.

Óleo essencial de Gerânio: este óleo possui propriedades antidepressivas e traz equilíbrio hormonal. Age como um tônico do sistema nervoso, sendo eficaz para equilibrá-lo, seja estimulando ou acalmando.

Óleo essencial de Neroli: este óleo combate a depressão, tensão e insônia. Ajuda a combater o estresse e a dor de cabeça.

Óleo essencial de Bergamota: este óleo essencial traz equilíbrio geral do corpo e das emoções, e reduz sentimentos de melancolia.

O óleo essencial de alecrim, por exemplo, tem sido muito utilizado pelas pessoas, na busca da melhoria de quadros de depressão e crises depressivas em geral.

Com a soma dos efeitos e propriedades benéficas do alecrim, no entanto, é possível encontrar a calma, paciência e alegria necessárias para seguir o propósito da vida, recuperando o brilho nos olhos e a positividade.

Das vantagens que o óleo essencial de alecrim nos promove, podemos citar:

Ação calmante;

Atenuante de sintomas depressivos;

Alívio ao estresse;

Potencialização da memória e intelecto;

Combate às dores musculares;

Ótimo para a pele e cabelos, etc.

Óleo Essencial de Lavanda: A lavanda serve como calmante natural, suas propriedades relaxantes ajudam a abaixar a pressão arterial e atua na função cardíaca. Alivia tensão, cansaço, depressão, insônia, dores de cabeça, musculares e reumáticas. A lavanda tem a função de estimular a produção de serotonina do nosso cérebro (conhecido como um dos hormônios da felicidade), e dessa forma equilibra nosso humor de forma saudável. Também é um regenerador celular e poderoso cicatrizante para queimaduras, cortes e feridas.

Óleo Essencial de Laranja Doce: O óleo essencial de laranja doce nos remete a infância, despertando a criança interna que existe dentro de cada um, traz otimismo, bom humor e leveza. Ameniza ansiedade, tensão e estresse.

Óleo Essencial de Tangerina: Ajuda a acalmar a mente em momentos de tensão e promove um humor radiante. Tem autos níveis do limoneno monoterpénico, conhecido pela sua capacidade de agir de forma positiva no corpo e na mente, trazendo leveza e paz. A tangerina também fornece energia e alivia estresse.

Como os óleos agem

​Através do nosso poderoso sentido do olfato, os óleos essenciais trazem melhoria imediata ao bem-estar emocional. Os compostos ativos presentes nos óleos – provenientes de fitoquímicos de plantas, madeiras e outros compostos naturais – desencadeiam uma resposta no cérebro. Estes compostos alteram os padrões de ondas cerebrais e estimulam a liberação de neurotransmissores responsáveis pela sensação de bem-estar, prazer e satisfação. A sensação é imediata, pois o nosso olfato é muito forte.

O uso de óleos essenciais da aromaterapia é capaz de equilibrar o humor e as emoções, favorecendo o equilíbrio. Por isso, os óleos essenciais contra a depressão são um tratamento auxiliar no combate os estados depressivos.

Como usar os óleos essenciais

​Existem diversas maneiras de utilizar os óleos essenciais:

Difusor:

o difusor ajuda a exalar o aroma do óleo essencial por todo o ambiente. Nossa sugestão é que você adicione 2 gotas de óleo de bergamota e 2 gotas de óleo de jasmim.

Banho de banheira:

se você tem uma banheira em casa, adicione de 2 gotas de óleo de gerânio e 2 gotas de pau rosa e tome um banho reparador e que irá equilibrar suas emoções.

Aromatizador pessoal: 

se você tem um aromatizador pessoal, pingue uma gotinha do seu óleo essencial contra depressão favorita e inspire sempre que sentir necessidade.

No travesseiro:

cerca de 30 minutos antes de dormir, pingue 2 gotinhas de óleo essencial de ylang ylang e desfrute de uma noite tranquila e um dia com muito mais bom humor.

Escalda pés:

Numa bacia de água morna adicionar de 5 a 10ml da sinergia e colocar os pés dentro.